quarta-feira, 5 de março de 2014

Aldeias do Xisto - Lousã

Aldeias do Xisto

Desta vez farei um pequeno roteiro sobre um local muito bonito, cá em Portugal. As aldeias serranas da Lousã.
Aproveitamos o "feriado" de Carnaval e juntamente com uns quantos amigos partimos em quatro jipes em direcção à Serra da Lousã. Com o grelhador, o carvão e a comida atrás ai fomos nós.
Certo é que apesar de tão perto, eram para mim terras desconhecidas. Mas como gostei tanto e achei tão bonito e atractivo decidi fazer um post sobre o assunto.
Os nossos veículos
A Serra da Lousã é conhecida pela sua riqueza tanto da fauna como da flora, estando incluída na Reserva Ecológica Nacional. A sua paisagem é composta ainda pelas aldeias de xisto e os caminhos íngremes e estreitos.
A visita às aldeias do xisto permitem uma experiência absolutamente fantástica que é complementada por inúmeros trilhos pedestres e de BTT que nos auxiliam a desfrutar na totalidade da paisagem e ter encontros casuais com veados, javalis e corços.
Veados lá muito ao fundo que nos fizeram uma surpresa
As principais aldeias da Serra da Lousã são Candal, Casal Novo, Chiqueiro e Talasnal, sendo sete no total. São realmente aldeias muito bonitas, pena que a maior parte estejam praticamente abandonadas.

Candal
Aldeia localizada junto à Estrada Nacional, o Candal eleva-se numa colina voltada para sul, soalheira com os pés em água que correm do cimo da serra. Esta é a aldeia mais desenvolvida e mais visitada das aldeias serranas. Se subirmos, ao miradouro, através das suas ruas inclinadas obtemos uma belissima vista sobre o vale e para a Ribeira do Candal.
Curiosamente, esta foi uma das aldeias que não visitámos.



Casal Novo, Chiqueiro e Talasnal
A aldeia de Casal Novo tem como centro uma escadaria íngreme, que é também a sua rua principal. Esta escadaria permite ter acesso ás eiras que dão uma bonita vista da vila da Lousã.
Vista da Vila da Lousã


Já a aldeia de Chiqueiro, é a mais pequena de todas as aldeias serranas. Contudo, ainda é das poucas que ainda possui gado caprino e o seu respectivo pasto. Situa-se num ponto bastante elevado da serra o que lhe confere uma paisagem privilegiada. Alguns dos percursos pedestre que podem ser feitos passam por esta aldeia.

O Talasnal, a aldeia mais conhecida, é a que apresenta maior movimento turístico e provavelmente a mais bem conservada de todas. Aqui podemos encontrar um restaurante bastante pitoresco.
Talasnal







Para além do restaurante " Ti´Lena", podemos encontrar uma loja, "O Retalhinho", com o tecto extremamente baixo (quem não tiver cuidado a entrar pode aleijar-se).
Possui dois lagares de azeite tradicionais movidos com a força da água.





Pormenores da loja de artesanato






Depois de visitar-mos as aldeias resolvemos para para comer e fomos a um local denominado Terreiro das Bruxas, local bastante agradável com mesas e bancos e inclusive uma churrasqueira para assarmos a nossa carne e chouriças. Só foi mesmo pena estar a chuviscar e termos de comer em pé para não nos molharmos.


A hora do almoço

Para além destas bonitas aldeias podem aproveitar também para visitar Santo António das Neves, o Santuário de Nossa Senhora da Piedade, o Castelo da Lousã e ainda o Parque Biológico da Serra da Lousã.

Os percursos pela Serra da Lousã, passando pelas aldeias serranas podem ser feitos a título individual, mas para uma melhor e mais completa visita aconselho a recorrer a empresas da zona que são especializadas neste tipo de actividades e fazem mesmo percursos pedestres.





Caso tenham curiosidade em saber um bocadinho mais podem sempre visitar o site das aldeias www.aldeiasdoxisto.pt.
É um passeio que realmente aconselho.
Espero que tenham gostado.

Beijinhos

1 comentário:

  1. À muito que ando a tentar conhecer estas aldeias, principalmente o Piodão.. Deve valer mesmo a pena!

    ResponderEliminar