quinta-feira, 3 de abril de 2014

Messina

Messina

Hoje vou-vos falar de uma bonita cidade da região da Sicília, Messina. Visitei esta pitoresca cidade em Junho do ano passado e gostei bastante do que vi.

Messina é uma cidade muito alegre mas também um dos portos mais activos do Mediterrâneo. A sua estratégica localização, tornou-a uma cidade importante no comércio de sedas, produtos têxteis e indústrias químicas.

A nossa visita começou na Piazza del Duomo onde vimos o fantástico Orologio Astronomico e a Duomo di Messina, o único senão é que a Catedral estava em obras de reconstrução exteriores o que impediu de vermos a beleza desta Catedral no seu todo. O Orologio Astronomico é um dos mais bonitos relógios astronómicos do mundo, tendo sido construído em 1933. Este possui figuras em bronze dourado que representam momentos chave da religião e história da cidade. Já a Catedral de Messina foi construída no séc. XII e ficou famosa por ser o local onde foram guardadas as coisas de Conrad IV, Rei de Jerusalém. Nesta praça encontramos também a Fontana de Orione, desenhada pelo Giovanni Angelo Montorsoli para celebrar a construção do primeiro aqueduto. Ela é dedicada a Orion, o mítico fundador da cidade.
Orologio Astronómico
Duomo di Messina
Fontana de Orione
Depois de visitarmos a Catedral por dentro seguimos viagem, rumo à Fontana di Nettuno, pelo caminho fomos passando por alguns edifícios bastantes bonitos, nomeadamente a Galleria Vittorio Emanuele III e a Igreja Sant'Antonio Abate. A Galleria Vittorio Emanuele III foi projectado por Camillo Puglisi Allegra e construído entre 1924 e 1929 e em 2000 foi declarada de interesse histórico-artístico.
Galleria Vittorio Emanuele III
Igreja Sant'Antonio Abate

Finalmente chegámos à Fontana di Nettuno, construída em 1557, por John Angelo Montorsoli, que tinha como grande influência Michelangelo. Esta é uma escultura de tributo a Neptuno, que tem na sua constituição diversos cavalos marinhos e golfinhos. Aproveitámos a zona para descansar um pouco, pois estava muito calor e havia por ali algumas sombras que souberam maravilhosamente bem.
Aqui perto, encontrámos o War Memorial, construído em 1936 para comemorar os patriotas que perderam a vida pelo país, a estátua mostra os aviadores, marinha e soldados de infantaria.

Fontana di Nettuno
War Memorial

Contudo tínhamos que continuar a nossa viagem, cujo destino era o Templo del Cristo Rei, ainda nos perdemos pelo caminho, a sorte é que este fico no alto e só tivemos mesmo que caminhar na direcção dele.
Este foi construído em 1900 e na sua cripta enconta-se um memorial aos soldados italianos. A grande desilusão aconteceu quando lá chegámos e batemos com o nariz na porta, pois o Templo estava fechado. Tanto cansaço e calor para nada. A compensação ficou mesmo na vista que tínhamos lá de cima, sobre a cidade.
Decidimos então iniciar a descida, mas desta vez por um local diferente. O que nos permitiu conhecer o Santuario della Madonna di Montalto, localizado na colina de Caperrina. Este santuário encontra-se ligado à tradição da aparição de Nossa Senhora em defesa de Messina.

Templo del Cristo Rei

Santuario della Madonna di Montalto
A parte mais engraçado deste passeio, foi depois de sairmos do santuário irmos pedir informações a uns senhores que se encontravam todos juntos a conversar. Cada um nos deu uma indicação diferente e começaram a discutir uns com outros por onde é que devíamos ir. O certo é que ficámos na mesma e sem saber por onde ir, tendo que partir ao desconhecido depois da agitada conversa. Percorremos as ruas desta cidade e observámos algumas situações engraçadas e caricatas. Como por exemplo, estar um calor abrasador e estarem a vender melancias expostas ao sol ou então estarmos numa tabacaria para comprar postais e a senhora que estava a atender estar em amena cavaqueira com outra pessoa e não querer saber de nós estarmos à espera para pagar. Mas acabam por ser estas situações que tornam os sítios tão especiais e inesquecíveis.
Venda ambulante de melancias

Churrasqueira
Na nossa aventura de descoberta pela cidade acabámos por encontrar a bonita Annunziata dei Catalani e a Chiesa del Carmine. A Annunziata dei Catalani, é considerada um milagre pois foi o único edifício a sobreviver ao sismo de 1908. Data do período Normando, mas resulta de uma mistura de estilo arquitectónicos diferentes: normando, árabe e bizantino.
Já a Chiesa del Carmine, foi construída no lugar da Igreja com o mesmo nome que foi destruída num grande fogo no início do séc. XX. Esta retrata a arquitectura do séc. XVIII, sendo um dos mais importantes projectos do arquitecto Cesare Bazzani. Só tenho pena de não ter fotografias da igreja completa por fora, pois é mesmo bonita. Mas na altura que chegámos junto a ela estava muito trânsito e depois de sairmos do seu interior esqueci-me. Fiquei furiosa quando me apercebi deste erro. Só tenho mesmo uma foto do telhado que fotografei quando subi ao terraço que a mesma tem.
Annunziata dei Catalani
Chiesa del Carmine
Foi um dia muito bem passado, pena foi mesmo o calor que se fazia sentir que atrapalhava um pouco a nossa caminhada. Conhecer esta cidade leva-me a querer conhecer outros recantos de Sicília, pois acredito que valerá muito a pena.

Espero que tenham gostado :)





1 comentário:

  1. A arquitetura é realmente esplendida. Só que fica meio looonge haha
    Adorei
    Beijos FB

    ResponderEliminar