quarta-feira, 16 de setembro de 2015

Viajar em Cruzeiro*

Viajar em Cruzeiro

Hoje decidi falar de um tema muito especial para mim, Cruzeiros. Eu sou uma apaixonada por cruzeiros e desde 2012 já fiz 3, o que leva a que muitas vezes seja questionada sobre o mesmo. Algumas dessas questões, são questões que eu própria fiz antes de fazer o meu primeiro cruzeiro.

Muitas vezes me perguntam se "não é uma grande seca passar tanto tempo dentro de um barco?", "ah de certeza que se enjoa, não?", "é muito caro?" ou ainda "a comida é boa?".

Bem devo dizer que nenhuma destas perguntas faz grande sentido depois de já se ter feito um cruzeiro. Fazer um cruzeiro acaba por ser semelhante a fazer férias num sítio qualquer, mas com a vantagem de todos os dias acordarmos numa cidade diferente. 

Primeiro, um cruzeiro não tem nada de seca, o navio tem tantas comodidades e actividades, que pelo contrário acaba por se tornar cansativo. Comodidades que passam por ginásio, várias piscinas e jacuzzi, SPA, teatro, discoteca, vários bares temáticos, cinema, sala de jogos, casino,  biblioteca, entre muitos outros.

Wine Bar Blue Velvet (Costa Fascinosa)
Casino The Millionaire (Costa Fascinosa)
Discoteca Babylon (Costa Fascinosa)
Elevadores Panorâmicos
La Locanda Pizzaria (MSC Preziosa)
The Green Sax (MSC Preziosa)

Quanto ao enjoar também é praticamente impossível, pois muitas vezes só nos lembramos que estamos em alto mar quando olhamos pelas janelas e vemos água. A única coisa que por vezes acontece é balançar um pouco mais se o mar estiver mais revoltoso.

Em relação à pergunta se é muito caro, o que tenho a dizer é que efectivamente pode ser caro, mas não necessita de o ser, tudo depende do local para onde se vai, qual a companhia e qual a época do ano, não nos podemos esquecer que incluem todas as refeições que fizermos e a maior parte das actividades. Muitas vezes conseguem-se verdadeiras pechinchas (pena eu não ter uma maior disponibilidade :( ).

Jacuzzi ao ar livre
Uma das várias piscinas
Outra Piscina
Escorrega Gigante
Quanto à comida devo dizer que adorei em todos os cruzeiros que fiz, pois existem sempre várias opções quer de comida, quer de restaurantes. Eu pessoalmente fazia sempre o pequeno-almoço e almoço no buffet junto às piscinas (mas podemos ir aos restaurantes) e ao jantar então ia ao restaurante (que nesta refeição é sempre o mesmo, na mesma mesa e com o mesmo empregado - essa informação é nos dada logo quando chegamos ao camarim). O jantar é feito por dois turnos e logo no início do cruzeiro é nos dada a informação de qual o nosso turno.


Pequeno-almoço maravilhoso

O almoço no restaurante é bastante semelhante ao jantar, a nível de menú, mas durante o almoço podemos escolher o restaurante que quisermos, a mesa e o horário. Eu apenas fui almoçar uma vez ao restaurante, porque acho o buffet bem mais prático, mais rápido e com o horário bem mais alargado.
O almoço no buffet existem inúmeras opções que vão desde massas, pizzas, hambúrgueres, saladas, comida típica do local onde estamos atracados, entre outros. Devo confessar que apesar de adorar pizzas, as dos cruzeiros não são grande coisa.

As pizzas
Os Hambúrgueres
As Saladas
O meu almoço com a fantástica massa

No restaurante a ementa é extremamente variada e onde podemos escolher entre várias opções uma entrada, uma massa ou risotto, um prato principal, uma selecção de queijos  e uma sobremesa. A nível de comida aquilo que menos gostei, e que é algo partilhado com quem me acompanhou nos três cruzeiro, as sobremesas não são grande coisa, ainda mais para nós portugueses que temos doces maravilhosos.

A nossa Mesa no Jantar de Gala
Entrada
Entrada
Massa
Prato Principal
Tábua de Queijos
Sobremesa

Todos os dias recebemos na nossa cabine um jornal (geralmente deixado durante a noite), que trás uma breve descrição da cidade onde atracaremos bem como toda a programação desse dia. Assim estamos sempre a par dos espectáculos no teatro, quais as festas que irão ocorrer, quais as actividades diárias, qual o tema o dia (e consequentemente que roupa devemos vestir), as promoções das lojas, entre outras. 
Várias são as festas que vão ocorrendo ao longo dos vários dias de duração do cruzeiro e somos sempre surpreendidos pois há sempre algo diferente e inovador. 

A dançar na Festa Italiana com o nosso empregado de mesa
Festa "Delicias e Fantasias"
Festa "Delicias e Fantasias"
Festa da Noite Branca

Para além das diferentes festas existem geralmente sempre dois jantares de gala, um de boas-vindas e um de despedida, onde é pedido aos passageiros que vistam vestidos e fatos de gala. E normalmente são bastante rigorosos em relação ao traje, pois já vi impedirem passageiros de entrarem no restaurante por não irem vestidos a rigor.

Prontos para o Jantar de Gala
Durante o Jantar de Gala

O primeiro cruzeiro que fizemos foi de lua-de-mel e como tal fomos convidados para o Cocktail Privado, com o comandante do navio, onde nos foi pedido para irmos vestidos de branco e onde foi feita uma pequena cerimónia. 

O nosso Cocktail Privado
O nosso beijo com o comandante a assistir

Já a cabine, geralmente não é muito grande e existem três opções, as interiores (sem janela), as exteriores com janela e exteriores com varanda. Apesar de tanto o quarto como a casa de banho não serem grandes, a verdade é que se passa tão pouco tempo na cabine que não faz qualquer diferença. Quando chegamos pela primeira vez à nossa cabine somos recebidos pelo nosso camareiro que se apresenta e explica as formalidades (geralmente falam a mesma língua que os hóspedes). Também na cabine se encontra o nosso cartão, que nos identifica enquanto hóspedes (e que tem que andar sempre connosco) e que nos indicam qual o turno de jantar, o restaurante e o número da mesa.

Cabine Exterior com Janela
Cabine Exterior com Janela
Cabine Exterior com Janela
Casa de Banho
Nós na nossa cabine com o nosso amigo
Cabine Interior
Viajei em 2 companhias diferentes a Costa Cruzeiro e a MSC e 2 desses cruzeiros (os da Costa) no Mediterrâneo Oriental (Itália, Grécia e Croácia) e o outro (o da MSC) no Mediterrâneo Ocidental (Espanha, França, Itália e Tunísia). Devo dizer que a nível de instalações são ambas muito semelhantes e funcionam também de modo muito semelhante, contudo na minha opinião achei a Costa Cruzeiros muito melhor tanto a nível de organização, variedade de comida no buffet e à qualidade dos espectáculos de teatro.
Uma das coisas que reparei foi que a tripulação da Costa Cruzeiros tem uma boa disposição contagiante, sendo todos muito simpáticos e acessíveis. Na MSC a tripulação parecia sempre muito triste, sem grandes sorrisos, o que torna o ambiente mais pesado.

Costa Fascinosa
MSC Preziosa

Como podem ter depreendido da minha explicação toda eu sou uma apaixonada por cruzeiros e pretendo voltar a fazer mais assim que a minha menina for um pouco maior e aconselho todos aqueles que possam a fazer pelo menos um uma vez na vida. Vale muito a pena.
E para quem pretende fazer um cruzeiro em breve deixo aqui umas dicas essenciais e muito úteis.

Dicas a não esquecer
  • Leve tudo o que costuma usar e que ache que vai precisar, pois geralmente as coisas nas lojas são bem caras. Da primeira vez que fui precisei comprar um cartão de memória adicional e paguei cerca de 60 euros, enquanto que em Portugal pagava cerca de metade.
  • Leve o cartão de crédito (se não tiver, faça), por dois motivos. A primeira vez que fomos nem sequer tínhamos cartão o que acabou por ser um drama, primeiro porque não conseguíamos levantar dinheiro nas caixas multibanco em Itália e na Grécia e segundo porque quando fazemos o check-in, temos que deixar ou o número de cartão de crédito ou um montante em dinheiro e na altura do check-out quem tem cartão de crédito só tem que confirmar se está tudo ok e se estiver está pronto, quem tiver deixado montante em dinheiro tem que ir fazer o fecho da conta e enfrentar filas enormes. 

Estas são as minhas impressões sobre cruzeiros, mas caso tenham alguma dúvida que não esteja aqui descrita podem deixar as vossas questões.

Espero que tenham gostado :) .

Sem comentários:

Enviar um comentário