segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Um dia em...Lausanne

Um dia em... Lausanne

O artigo de hoje está inserido na rubrica "Um dia em..." e é dedicado ao belo dia que passámos em Lausanne.

Lausanne é uma encantadora cidade na Suíça Romanda, situada nas margens do Lago Léman. Esta é a capital do cantão de Vaud e uma animada cidade universitária, famosa pelos seus hotéis de luxo, cafés e pelo seu belo centro histórico. É ainda conhecida como a Capital Olímpica, sendo a sede do Comité Olímpico Internacional desde 1914.

Lausanne
A cidade foi construída sobre três montanhas com o Lago Léman aos seus pés e nas suas encostas encontram-se maravilhosos vinhedos, sendo a sua paisagem dominada pela Catedral de Notre Damme, no topo de uma colina e que oferece uma vista privilegiada da cidade, do lago e dos Alpes franceses.


Nós em Sauvabelin

O nosso roteiro:
Lausanne é constituída por um grande aglomerado de atracções turísticas e culturais, como tal, apenas uma visita à cidade pode não ser suficiente para conhecer a mesma.

Iniciámos o nosso passeio na zona norte da cidade, na Floresta de Sauvabelinconhecida como “o campo dentro da cidade”. Nesta bonita floresta de carvalhos encontra-se o pequeno Lago Sauvabelin, rodeado por um parque com vários animais do campo, nomeadamente porcos, vacas, cabras, entre outros, sendo um belo local para passear com crianças.

O Lago de Sauvabelin
A Floresta de Sauvabelin
No nosso passeio pela Floresta encontrámos a famosa Torre de Sauvabelin, que mais não é do que uma torre de madeira, com cerca de 35 metros e 302 degraus, construída em 2003. A subida é gratuita e vale muito a pena pois no seu topo somos brindados com imagens belíssimas da cidade e dos Alpes Franceses. Apesar de cansativa vale muito a pena a subida pois a vista que se tem da cidade lá no topo é inigualável. O nosso único senão é que estava muito nevoeiro a imagem não era das mais visíveis.


Torre de Sauvabelin

Depois seguimos caminho até ao centro histórico da cidade, como estávamos com amigos que vivem na Suiça, deslocámo-nos de carro, mas existem transportes públicos neste zona que levam ao centro da cidade.
Começámos o percurso no centro da cidade pela Catedral de Notre Dameuma fantástica catedral cuja construção teve início no séc. XII. Este é o mais impressionante exemplo de arquitectura gótica no país e tal como as grandes catedrais do mundo teve inúmeros arquitectos na sua construção. Foi consagrada a Nossa Senhora em 1275, na presença do Papa e do Imperador. Para além de visitar a Catedral é possível subir à torre e obter uma das vistas mais fantásticas da cidade, nós optámos por não fazer porque a entrada custa CHF 4 e estava um dia de nevoeiro e não íamos conseguir ver grande coisa.


Interior da Catedral
Parte Exterior da Catedral

Depois de sairmos da Catedral, descemos pela Escalier du Marchéuma escadaria de madeira do séc. XIII, e seguimos em direcção à Praça Saint François, onde visitámos a charmosa Igreja Saint François. O edifício inicial foi construído em 1259, quando os franciscanos chegaram à cidade para realizar os serviços religiosos. Mas com o incêndio de 1368 o mesmo foi destruído, tendo sido reconstruído mais tarde. Aquando da invasão do exército bernês foi transformada num templo protestante. 

Igreja de Saint-François
Órgão da Igreja

Seguimos depois em direcção à zona de Ouchy considerada por muitos como a zona mais bonita da cidade, o que eu subscrevo. Aqui ficámos a apreciar a beleza dos vários jardins e do  Lago Lémano maior lago de água doce da Europa. O seu nome vem do tempo dos celtas, que lhe chamavam “Lem na”, que significa água grande. Este divide a Suíça e a França e possui várias localidades inspiradoras de cada um dos lados, sendo um dos principais pontos turísticos de Lausanne. É comum ver os vários espaços públicos em redor do lago sempre com turistas e moradores, que aproveitam o tempo para apreciar o lago e os jardins que se encontram nas suas margens.
Este é daqueles locais que vale a pena caminhar sem pressa e absorver todo o ambiente florido e calmo que por aqui paira, aproveitando para tirar muitas fotografias.

Lago Léman
No nosso passeio ao longo do Lago encontrámos o Museu Olímpico, que nos oferece uma visão geral da história dos Jogos Olímpicos, desde os primeiros jogos de verão em 1986 em Atenas até à atualidade. É um museu super moderno, interativo e interessante, que presta uma homenagem aos homens e mulheres que vivem e celebram o ideal olímpico, não só os atletas, mas também os designers, arquitetos, voluntários e todos os outros intervenientes. A entrada custa CHF 18 e deve contar em perder (do meu ponto de vista é mais ganhar) cerca de duas horas.


Museu Olímpico

Saídos do Museu seguimos caminho sempre à beira do Lago até chegarmos ao Parc Denantou, um bonito parque paisagístico, projetado em 1818, a mando de William Haldimand. Aqui, para além das tradicionais árvores, parque para crianças e estátuas ainda é possível encontrar um bonito pavilhão Tailandês. Este terá sido uma oferta do Rei da Tailândia, aquando do 75º aniversário das relações diplomáticas entre a Suíça e a Tailândia e ficou em Lausanne em memória ao tempo em que o Rei estudou nesta cidade.


Parc Denatou

Depois de muito caminhar decidimos dar por encerrado o nosso dia por Lausanne, esperando puder um dia regressar para visitar tudo o resto que ficou por conhecer.
Com uma topografia sem igual, estações distintas e um cenário de beleza de tirar o fôlego, Lausanne apresenta todos os elementos que inspiram qualquer um, sendo uma cidade em transformação permanente.


E vocês já visitaram Lausanne? Quais as vossas impressões?

Não deixem de ler o nosso artigo sobre outra cidade suíça Um dia em...Montreux 

Espero que tenham gostado.
:)



Sem comentários:

Enviar um comentário