sexta-feira, 18 de novembro de 2016

Descobrir a Quinta da Ervamoira

Descobrir a Quinta da Ervamoira

Hoje o artigo é dedicado a uma das Quintas que tivemos o prazer de conhecer a convite da Casa Ramos Pinto, a Quinta da Ervamoira. Para alcançar a quinta tivemos que deixar os nossos carros na aldeia mais próxima e seguir em jipes todo terreno, a única forma de chegar ao local.

Quinta da Ervamoira ao fundo

A Quinta da Ervamoira localiza-se na sub-região do Douro superior, na freguesia da Muxagata, em Vila Nova de Foz Côa. Foi adquirida pela Casa Ramos Pinto em 1974 quando José António Ramos Pinto Rosas procurava uma quinta com um terreno pouco acidentado, de modo a conseguir mecanizar o trabalho, uma vez que já nessa altura havia grandes problemas de escassez e elevado custo na mão-de-obra.

Vinhas

Inicialmente conhecida como Quinta de Santa Maria, a Quinta da Ervamoira depressa se tornou na quinta modelo para toda a região do Douro. E apenas dois anos depois de ter sido adquirida passou a fazer parte de um projecto onde apenas eram cultivadas as cinco melhores castas e onde se pretendia não só produzir vinho do Porto mas também vinho de Mesa.



Aqui as videiras foram plantadas ao alto e em talhões, onde cada talhão correspondia a uma casta diferente, terminando assim a mistura de castas na mesma vinha.

Vinha em Talhões

Dada toda a história que a envolve a quinta e os terrenos em volta, com a descoberta das figuras de arte rupestre, a Casa Ramos Pinto decidiu criar o Museu de Sítio de Ervamoira, inaugurado em 1997, onde pretende dar a conhecer ao público toda a história do local e onde se pretende proceder a uma investigação ambiental, enológica, arqueológica e antropológica do Vale do Côa.

Museu de Sítio de Ervamoira
Posteriormente, com a decisão da UNESCO de elevar as gravuras do Vale do Côa à categoria de Património da Humanidade, a Quinta de Ervamoira passou a ser a primeira quinta vinhateira a possuir o título de Património da Humanidade.

A nossa mesa de almoço
Aqui passámos momentos de puro lazer, completamente isolados do mundo, numa quinta para lá de especial, com pessoas extremamente divertidas. Fomos recebidos de forma extremamente fantástica por toda a equipa Ramos Pinto e ficámos a conhecer um pouco mais desta empresa de renome, que tanto tem divulgado o nome de Portugal além fronteiras.

O nosso grupo

E por aqui terminou o nosso passeio pelas Quintas Ramos Pinto. Foram dias muito bons, rodeados de natureza, dias de convívio que ficarão para sempre na memória dos que fizeram parte deste grupo maravilhoso.
Obrigado Ramos Pinto por nos ter proporcionado estes dias fantásticos.


2 comentários:

  1. Olá :) Enviamos um convite para o teu email.
    Contamos contigo? :)

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Depois de algum tempo um pouco distante do blog, pretendo agora dedicar-me um pouco mais a ele e conhecer um pouco melhor a vossa plataforma. Desde já adorei o conceito e pretendo usufruir das vossas ferramentas.

      Eliminar