Guia de Viagem

Guia de Viagem

Não há forma de conseguir indicar-vos um local para viajar, porque para mim não há local que não mereça ser visitado. Cada sítio tem o seu encanto cabe a cada um ver qual o local que mais lhe agrada, tendo em conta um conjunto de situações.

  • Quando e onde ir
Antes de decidirmos qual o destino da nossa viagem, devemos ter em conta quais os países a evitar e para isso pudemos consultar os locais que o Ministério dos Negócios Estrangeiros considera área de risco para cidadãos nacionais ou pode ainda verificar a lista de países que o Departamento de Estado dos EUA considera inseguros.  
Depois disso, podemos começar a decidir quando ir, e aqui o dado mais previsível é o clima (claro que pode haver surpresas). Aqui será só decidir qual o clima que deseja e depois procurar quais os locais que mais se adequam.

  • Preparação
Viajar não é barato e como tal convém fazer uma preparação adequada para gastar o mínimo possível. Nesta altura surge a fase de tomada de decisões em que terá que optar por: quando ir, onde ir, como ir, com quem ir, onde ficar, entre outros.
A partir daqui, temos que tentar planear o melhor possível de modo a gastar o menos possível dentro do orçamento.

Depois desta fase de planeamento, devemos ainda procurar ler  o mais possível sobre o destino (há quem prefira ir em busca do desconhecido), e para isso pudemos optar por pesquisar na Internet ou então comprar algum guia de apoio. Existem imensos, sendo que os mais conhecidos são os Lonely Planet, os American Express, os Let´Go e os Rough Guides (eu pessoalmente prefiro os American Express). Alguns destes guias trazem mapas, mas também podem sempre comprar mapas dos locais a visitar.

Outro tópico importante a ter em conta antes de viajar é a língua que se fala no país a visitar. Convém saber algumas palavras mais utilizadas, até para se sentir mais seguro. Os guias são bons apoios, pois a maior parte deles traz essa informação.

  • Documentos / Seguro de Viagem
Depois de tudo preparado há que tratar da documentação necessária para a viagem. Aqui há duas preocupações a ter em consideração, o passaporte e o visto.
O passaporte é extremamente importante para quem viaja (actualmente para a União Europeia basta o CC), este deve ser mantido em boas condições.
O visto, é a autorização que um país dá a um cidadão que o pretende visitar. Sendo difícil muitas vezes consegui-lo. Geralmente, para o obter é preciso entregar às representações diplomáticas o bilhete de ida e volta (geralmente o pedido de reserva é suficiente), o local onde vai ficar hospedado, fotografia, passaporte, prova de meio de subsistência, preenchimento de um formulário e pagamento de uma taxa. Pode existir outro tipo de documentação, dependendo do local para onde se vai deslocar.

O seguro de viagens é uma parte importante do planeamento e deve ser sempre feito. Muitas vezes, pode ser efectuado junto das agências de viagens onde adquirimos os outros itens. Convém sempre ler as entrelinhas, pois os seguros têm imensas restrições das quais devemos ser conhecedores.

  • Saúde
Caso vá para a União Europeia pode dirigir-se à Segurança Social e pedir o Cartão Europeu de Seguro de Doença. Este é gratuito e permite que qualquer utente inscrito no serviço nacional de saúde possa ter acesso a cuidados médicos, dentro do União Europeia, Espaço Económico Europeu e Suiça.
Em termos gerais, qualquer viagem deve implicar o cuidado da nossa saúde e nesse sentido, toda a informação é essencial. Devemos informar-nos dos problemas existentes no local de destino, verificar se preenchemos todos os requisitos e recorrer à vacinação se necessário.

Sempre que viajar para fora da Europa deve dirigir-se à consulta de saúde do viajante, onde irá obter toda e qualquer informação necessária.


Espero ter sido útil e caso tenham dúvidas podem sempre consultar-me.