segunda-feira, 9 de abril de 2018

Um dia em...Friburgo

Um dia em...Friburgo

Friburgo é uma cidade do cantão suíço com o mesmo nome, possuindo um dos mais bonitos e bem conservados conjuntos arquitectónicos  medievais da Europa, composto por fontes e igrejas datadas desde o séc. XII até ao séc. XVII.
Localizada numa península, rodeada dos três lados pelo La Sarine, foi fundada por volta de 1157, pelo Duque Bertoldo IV de Zahringen, tendo ao longo dos séculos, sido controlada por diversas casas e participado em diversas guerras.
Durante os séc. XIX e XX sofre grandes alterações quer a nível cultural, quer na sua estrutura, nomeadamente com a destruição parcial da sua muralha e com a construção de uma nova ponte sobre o Rio Sarine.

Friburgo

As principais atracções turísticas da cidade são a arquitectura militar medieval mais importante da Suiça, com cerca de 2km de muralhas, 14 torres e ainda um grande bastião, a sua bela Catedral gótica, com cerca de 76 metros de altura, do séc. XIII, o Museu de História Natural, fundado em 1873, entre vários outros museus, as inúmeras fontes espalhadas pela cidade, várias capelas e edifícios seculares.


Recentemente passei um dia em Friburgo e fiquei encantada com esta bela cidade que tanto tem para oferecer, e como tal, decidi partilhar convosco o nosso roteiro.

O nosso roteiro:
Chegámos de manhã à cidade e fomos directos ao posto de turismo para conseguir um mapa de Friburgo e algumas indicações para visitarmos as atracções mais importantes, uma vez que não tínhamos muito tempo.

Bem pertinho do posto de turismo encontrámos a Igreja Protestante de Friburgo, fundada em 1875 e que ao longo das décadas tem sofrido várias reformas, a última das quais em 2010/2011. A paróquia protestante é bilingue e formada por cerca de 5600 membros.


Igreja Protestante de Friburgo
Continuámos o nosso percurso em direcção à bonita e pacata Square des Places, onde está localizado o elegante edifício do Posto dos Correios.

Square des Places

E seguimos pela Rua de Lausanne, uma elegante rua comercial que nos leva até à Place de l'Hôtel de Ville, praça onde ocorre o mercado todos os sábados e onde está localizado o Hôtel de Ville, uma construção gótica de 1522, concebido para funcionar como celeiro, mas que actualmente alberga a Câmara Municipal e ainda a magnífica Torre do Relógio e a Maison de Ville ( uma bela casa barroca).

Rua de Lausanne

Nesta mesma praça encontrámos ainda a Fonte de São Jorge, construída entre 1522 e 1524, conhecida por possuir uma coluna com uma escultura de pedra de São Jorge, em cima de um cavalo a matar um dragão, cuja autoria é de Hans Geiler.
Em breve sairá um artigo dedicado às bonitas fontes renascentistas espalhadas pela cidade.

Place de l'Hôtel

Seguimos em direcção à Catedral de São Nicolau, ou Catedral de Friburgo, uma bela catedral gótica, dedicada ao padroeiro da cidade, localizada bem no centro histórico. Foi construída entre 1283 e 1490, mas não foi totalmente acabada, por falta de verba. Possui uma torre com 74 metros de altura, que oferece uma vista panorâmica pela cidade, sendo conhecida pelo seu magnífico conjunto de vitrais, do estilo Art Nouveau, um dos mais bonitos de toda a Europa.
Em breve sairá um artigo todo dedicado à Catedral.

Catedral de São Nicolau

Depois de visitarmos a catedral decidimos caminhar em direcção ao Rio e encontrámos bem por de trás do edifício mais uma das fontes renascentistas que se encontram espalhadas pela cidade. Desta vez encontrámos a Fonte da Bravura, construída no séc. XIV, na Praça do Hôtel de Ville, onde permaneceu até 1840. O senão é que essa zona andava em obras e não conseguimos ter uma perspectiva completa da fonte.

Continuámos o nosso itinerário e chegámos à Ponte Zaehringen, construída em 1924, substituindo a ponte que se encontrava no local. Em 2014, foi proibido o trânsito de veículos motorizados nesta ponte, com excepção dos serviços de segurança, os motociclos e os transportes públicos.

Ponte Zaehringen

Bem junto à Ponte encontrámos uma escada que nos levou para a borda do rio e continuámos até à histórica Ponte de Berna. Esta é a a única ponte coberta de madeira que ainda existe em Friburgo, tendo sido construída em 1250, um século após a fundação da cidade. Aos longo dos séculos foi sendo renovada o que lhe permitiu permanecer até aos dias de hoje. Esta é sem dúvida uma das atracções mais bonitas da cidade, apesar de ser bem simples e sem nenhum adorno especial, a verdade é que toda a moldura que a rodeia tornam o local magnífico.

Ponte de Berna

Prosseguimos a nossa incursão pelo centro histórico da cidade e encontrámos a Fonte de Santa Ana. A Fonte inicial terá sido construída por volta de 1349, mas a fonte que chegou até aos nossos dias data de 1559, sendo uma fonte retangular, cuja coluna se encontrada adornada com criaturas marinhas e alguns querubins e símbolos musicais, numa alusão ao antigo Hospício de St. James. Possui ainda uma bonita escultura representando a Santa Ana, a Virgem e a Criança, em estilo gótico.

Fonte de Santa Ana

Bem próximo da fonte voltámos a passar o Sarine desta vez através da Ponte de Milieu situada na parte baixa de cidade. A primeira ponte no local foi construída em 1275 e a actual data de 1720, quando a ponte de madeira deu lugar a uma ponte de quatro arcos.

Em cima da Ponte Milieu
Esta ponte oferece-nos uma das vistas mais bonitas do centro histórico da cidade e da sua Catedral, valendo a pena caminhar até este local para ter esta perspectiva de Friburgo.

Vista da cidade de Friburgo
Desviamo-nos depois um pouco do nosso percurso para visitar a Capela de Lorette, um bonito santuário de estilo barroco, construído por Jean François Reyff, em 1648. Esta foi construída para trazer a paz ao país. Localizada num dos pontos mais altos de Friburgo, quem visita a Capela de Lorette é recompensado com uma das vistas mais encanadoras sobre a cidade, vislumbrando os vários bairros e pontes de Friburgo.

Capela de Lorette
De seguida voltámos ao nosso roteiro e passámos pela a Igreja de São João, uma igreja medieval, reconstruída no séc. XVIII e bem simples e pela a Fonte de São João. Construída por Hans Geing e pelo seu filho Frantz Geing, esta bela fonte de estilo renascentista possui uma estátua de São João Batista, na sua capa e segurando na mão esquerda um ferro.

Igreja de São João

Prosseguimos com o nosso passeio pelas ruelas da parte baixa da cidade, também conhecida como Neuveville e fomos aproveitando para tirar fotos a tudo o que víamos e encontrámos mais uma bonita fonte, desta vez a Fonte da Força. Construída em 1549, da autoria de Hans Geing, esta fonte, encontra-se localizada no final da escada de Court-Chemin e representa uma figura de força, valor e ousadia.

Fonte da Força
Depois de explorada a parte baixa da cidade, optámos por apanhar o Funicular para regressar à parte alta , também conhecida por St. Pierre. Este belo exemplar, uma das atracções mais encantadores de Friburgo, foi inaugurado em 1899 e funciona com as águas residuais da cidade, que funcionam como contrapeso. Foi uma viagem de cerca de 2 minutos que adorámos fazer e que aconselhamos a quem visitar a cidade.

Linha do Funicular

E assim terminava a nossa visita por Friburgo, uma cidade encantadora que tanto nos deslumbrou com a sua arquitectura, a sua cultura, a sua história. Era uma cidade sobre a qual não tinha grandes expectativas mas que se revelou como uma magnífica surpresa.

E vocês já visitaram a cidade? o que acharam?

Este blog tem parceria com o Booking. Se pretende fazer a sua reserva para ficar alojado em Friburgo, contrate o serviço aqui e estará a ajudar o nosso blog, já que o nosso trabalho é voluntário. 

Leia os nossos outros artigos sobre a Suiça:





Sem comentários:

Enviar um comentário