sexta-feira, 15 de junho de 2018

Descobrir Sierre

Descobrir Sierre


Na nossa mais recente visita à Suíça visitámos a região de Sierre. Inicialmente denominada de Curtis, esta localidade foi legada à Abadia de Saint-Maurice, no Cantão de Valais, que no séc. XI pertencia ao Bispado de Sion.

Esta é uma região que sobrevivia essencialmente da agricultura e só com o aparecimento dos caminhos de ferro, em 1868 é que começou a ficar mais desenvolvida.
Conhecida como a cidade do sol, por possuir sol cerca de 300 dias por ano, Sierre não mudou muito na sua aparência ao longo dos tempos, mantendo-se uma cidade quente e antiga, que se transformou numa cidade animada e acolhedora. Esta é a principal região vinícola da Suiça, sendo a sua paisagem maioritariamente constituída por vinhas.

Apesar de não possuir um grande número de atracções, a verdade é que as poucas que existem são bonitas e bem interessantes, tornando o passeio muito agradável. Prepare-se para caminhar, sempre rodeado de uma bela paisagem e facilmente visita a cidade em uma manhã ou tarde.

Sierre

O primeiro local que visitámos foi o Museu do Vinho do Valais, que tem como objectivo garantir a conservação do património ligado às vinhas e à produção de vinhos. As actividades do museu giram em torno de quatro missões básicas: conservação e manutenção de inventários, pesquisas científicas, destaque de colecções e educação pública cultural.

Bem junto ao Museu encontrámos o Château de Villa, um castelo construído no séc. XV, por uma família de Platea. Em 1939 o edifício foi comprado e restaurado por Mme. Panchaud De Bottens, com o intuito de criar um museu de trajes suíços, contudo o plano saiu furado quando a mesma foi vítima de fraude e teve que abrir falência. Recentemente, em 1951, o castelo tornou-se propriedade de uma fundação sem fins lucrativos, cujo objectivo era fazer do Château de Villa um lugar de importância para a cidade e para o cantão de Valais. As prioridades da fundação são garantir a preservação do próprio castelo e promover os interesses culturais e económicos do Valais.
Actualmente abriga um restaurante e uma enoteca, onde é feita a promoção dos produtos de Valais, em especial dos seus vinhos.

Château de Villa
Continuámos o nosso passeio e fomos visitar o Le Château de Mercier, propriedade da família Mercier de Lausanne, na colina de Pradegg. Este belo castelo, construído em 1908, combina os estilos neo-renascentista e neo-barroco, sendo composto por três casas e algumas dependências, nomeadamente, celeiros, estábulos, galpões, entre outros. Terá sido construído para a família passar as férias de Verão, contudo, como a manutenção da casa e do seu belo parque ficava bastante dispendiosa, em 1991, a família legou ao Estado de Valais. Foi então renovada por mais de 4 milhões de francos suíços e a sua gestão foi confiada a uma fundação de Sierre, que organiza eventos culturais e gere o centro de acolhimento de seminários.

Le Château Mercier

Este é um local alegre e emocionante, onde a viticultura ganhou uma verdadeira dimensão cultural e onde cada local possui uma beleza única e tão virada para promoção de Sierre. 
Vocês já visitaram a cidade? O que acharam?

Este blog tem parceria com o Booking. Se pretende fazer a sua reserva para ficar alojado em Friburgo, contrate o serviço aqui e estará a ajudar o nosso blog, já que o nosso trabalho é voluntário. 

Leia os nossos outros artigos sobre a Suiça:















Sem comentários:

Enviar um comentário